sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

GATO PRETO no Festival Internacional de Solos em Goiás

A Cia. Teatral Oops!.. volta a entrar em cartaz na cidade de Goiânia, dessa vez para apresentação do espetáculo solo GATO PRETO, que integra a programação do I Festival Internacional de Solos em Goiás (FISGO), dividindo a cena com grandes montagens solos de todo o Brasil e da América Latina. GATO PRETO é uma montagem solo que integra um projeto artístico da Oops!.. intitulado Trilogia Poe, que teve o seu inicio no ano de 2010 com a premiada montagem OLHO, sendo GATO PRETO a segunda parte desta trinca de espetáculos, que terá sua conclusão no dia 30/03 (Quinta), com a estreia de William Wilson.

Enquanto o processo criativo para a conclusão da Trilogia Poe anda a todo vapor, o público poderá conferir nessa terça (dia 14/02) às 20h no Teatro SESC Centro a apresentação do espetáculo GATO PRETO, que é a segunda parte dessa trilogia de espetáculos que tem como ponto de partida os textos do criador do suspense e do horror Edgar Allan Poe. O Solo, que já participou de diversos festivais, passando pela Bahia, Mato Grosso e pelo México, por exemplo, conta com a direção e dramaturgia de João Bosco Amaral e atuação de Sol Silveira, além de ter na equipe técnica criativa do espetáculo  outros importantes nomes de diferentes áreas artísticas. Os ingressos já estão à venda na bilheteria do local ou através do site https://www.bilheteriadigital.com/sesc-gato-preto-14-de-fevereiro.

Sinopse

Annabela é uma mulher de natureza extremamente sensível e delicada, esposa exemplar e especialmente afeiçoada aos animais. Contudo, torna-se uma pessoa irritável, sombria e apática, sem muita simpatia por animais ou pelo próprio marido, frente a um repentino horror desencadeado por sucessivos acontecimentos que a fazem crer que o seu gato, chamado Plutão, possui algo de sobrenatural, uma certa maldição do Gato Preto.

A narrativa compõe-se apenas de memórias, nas quais Annabela relembra as desventuras de sua destruição, em uma conturbada estória sobre a corrupção moral ao longo do tempo, que, aos poucos, consome a protagonista. Sem falar no misterioso Gato Preto, causador de um enigma intrigante, que põe em cheque a já abalada serenidade da personagem, levando à dúvida sobre se os acontecimentos narrados são verdades inexplicáveis ou apenas exageros de uma mente adoecida.


Serviço

I FISGO (Festival Internacional de Solos em Goiás)
Espetáculo: GATO PRETO
Data: 14/02/2017 (Terça-feira)
Horário: 20h
Local: Teatro SESC Centro (Rua 15, esquina com a rua 19, Centro. Goiânia-GO)
Ingressos: R$20 (inteira), R$10 (meia) e R$7 (comerciários)
Informações: (62) 4141-0500 / (62) 98408-7294




quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Domingo no Parque

E o ano de 2017 já vai começar com muita agitação teatral com a Cia. Teatral Oops!.., que realiza já no mês de janeiro e fevereiro o projeto cultural Domingo no Parque, que tem o Apoio institucional da Lei Municipal de Incentivo á Cultura da Prefeitura de Goiânia. O projeto tem como objetivo a ocupação artística dos principais parques de Goiânia, criando uma programação teatral gratuita aos domingos em espaços de convivência coletiva da cidade, permitindo acessibilidade cultural para diversas camadas da sociedade.

Serão realizadas três apresentações gratuitas das peças Desamor, Mateus e Mateusa e Arruda com Alecrim, nos três principais parques de Goiânia. No dia 22 de janeiro (domingo), às 10h, será realizada a apresentação do premiado espetáculo Desamor, no Parque Areião. No outro domingo, dia 29/01, é a vez da comédia Mateus e Mateusa roubar a cena no Parque Flamboyant, às 17h. E finalizando o projeto, no primeiro domingo de fevereiro (Dia 05/02) acontecerá a apresentação da peça Arruda com Alecrim, às 10h, no Bosque dos Buritis. Todas as apresentações são gratuitas e abertas ao público em geral; então venha se divertir e começar o novo ano com muito Teatro nos belos cartões postais da cidade de Goiânia.

Sinopses

Desamor

Desamor narra a história do jovem Cândido, que se apaixona a primeira vista pela exuberante Anita, que nutre sentimento recíproco por seu amado. Porém o amor não deixa sobreviventes, e Anita vê-se impelida a abandoná-lo, em busca de conhecer a si mesma e ao mundo, e Cândido nada faz para impedir a partida de sua amada. Daí então seu coração e sua existência torna-se um vazio tão imenso quanto um deserto, seco e árido, sem sentido. É assim que Cândido resolve partir em busca de sua amada, em uma jornada que o levará a um mundo desconhecido, habitado por seres fantásticos.

Mateus e Mateusa

Mateus e Mateusa coloca em cena um divertido casal idoso que, após 50 anos de união, vivem em pé de guerra. Cansados um do outro, acusam-se mutuamente de abandono. De um modo quase farsesco, a peça aborda em cena a convivência familiar, suas relações, o consumismo e a futilidade.

Pais de duas jovens (Odara e Odessa) que vivem disputando entre si a atenção do velho e rico pai, o casal octogenário Mateus e Mateusa são vitrines da passagem do tempo e da vida. A semelhança dos nomes das personagens sugere que, Mateus e Mateusa / Odara e Odessa, são apenas faces de uma mesma moeda; esta semelhança nos leva a percepção bruta do destino humano irremediável, absurdo e cômico de que na verdade somos aquilo que mais odiamos.

Arruda com Alecrim

A peça tem como cenário, uma pequena cidade do interior de Goiás e narra a história de duas famílias que, separadas pelo poder e a pobreza, unem-se através do amor proibido de seus filhos. Mariquinha, a menina princesa, e Zezinho, o filho do sapateiro, vivem história semelhante ao clássico amor de Romeu e Julieta. No decorrer da história, vamos conhecendo os personagens, que foram inspirados nos arquétipos do regionalismo goiano, como o ”caipira”, o “coronel”, as “comadres”, entre outros. Percebe-se a “goianidade” através dos sotaques brejeiro e sertanejo, nas modas de viola, no fole da sanfona e nos elementos da cultura popular.


Serviço
Projeto Domingo No Parque
Dia 22/01 (Domingo), às 10h - Desamor (Parque Areião)
Dia 29/01 (Domingo), às 17h - Mateus e Mateusa (Parque Flamboyant)
Dia 05/02 (Domingo), às 10h - Arruda com Alecrim (Bosque dos Buritis)
Todas as apresentações possuem entrada franca e são abertas ao público de todas as idades.
Info: (62) 4141 - 0500 / 98408-7294